Jaxa anuncia ter retomado comunicação com sua sonda lunar SLIM

A agência espacial japonesa afirma ter restabelecido com sucesso a comunicação com sua sonda lunar, recebendo novas imagens da superfície da Lua. As autoridades haviam desligado a energia da sonda, esperando que seu painel solar começasse a gerar eletricidade automaticamente.

Na segunda-feira, autoridades da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão, conhecida como Jaxa, disseram em uma publicação em redes sociais que a comunicação foi restaurada na noite anterior.

Informaram que iniciaram observações científicas imediatamente, usando uma câmera especial a bordo da sonda lunar SLIM.

Eles também divulgaram a imagem de uma rocha na superfície lunar que as autoridades chamaram de “Toy Poodle”. É uma das seis rochas que eles escolheram para observação.

A sonda pousou na Lua no dia 20 de janeiro, tornando o Japão o quinto país do mundo a conseguir o feito.

Posteriormente, as autoridades disseram que a sonda havia aterrissado com sucesso e precisão “extrema”. A SLIM pousou a cerca de 55 metros de distância de seu alvo de pouso. As sondas enviadas por outros países à Lua no passado tiveram zonas de pouso a vários quilômetros de distância de seus alvos.

Inicialmente, a SLIM não gerou eletricidade porque seu painel solar não estava recebendo luz solar. A Jaxa afirma que o painel ficou voltado para o oeste depois de pousar, em vez de voltado para cima conforme planejado.

As autoridades disseram que isso foi causado por uma falha em um de seus dois motores principais pouco antes da alunissagem.

A agência se esforçou para retomar as operações da sonda depois de terem desligado sua energia. Afirmou que a SLIM reiniciaria automaticamente caso sua bateria solar começasse a gerar energia com a luz solar vinda do oeste.

A Jaxa planeja continuar as pesquisas para investigar a origem da Lua.