Secretário-chefe do Gabinete visita Okinawa e se reúne com governador Tamaki

O secretário-chefe do Gabinete do Japão disse ao governador de Okinawa que planeja realizar uma reunião de grupo de trabalho para discutir a redução do fardo da província em sediar a Base Aérea de Futenma do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA.

Hayashi Yoshimasa, que também é o ministro encarregado de mitigar o impacto das forças dos EUA em Okinawa, se encontrou com o governador Tamaki Denny no domingo (28). Hayashi estava em sua primeira visita à província, localizada no sul do Japão, desde que assumiu o cargo.

Hayashi disse que Okinawa carrega o pesado fardo de sediar bases dos EUA, e que, na função de ministro encarregado, é seu dever implementar medidas, uma a uma, para reduzir tal encargo.

Ele expressou a intenção de organizar uma reunião de um grupo de trabalho entre os governos central, da província de Okinawa e da cidade de Ginowan, onde a base aérea está localizada atualmente. Esta seria a primeira reunião do tipo desde fevereiro do ano passado.

O governo central planeja transferir a base aérea de Futenma para Henoko, na cidade de Nago, também em Okinawa. O governo da província se opõe ao plano e se recusou a aprovar o trabalho necessário para reforçar o terreno no local de realocação planejado.

O governo central iniciou os trabalhos de aterro este mês, depois de vencer uma decisão judicial que permitiu que o Ministério dos Transportes, Infraestrutura e Turismo anulasse as objeções da província.

Tamaki disse a Hayashi que quer que o governo central aceite as objeções expressadas pelo povo de Okinawa por meio das eleições para governador.

Ele instou o governo central a suspender os trabalhos de aterro e a manter o diálogo com a província.